Editais perdem-se em Quelimane

| Por Centro de Integridade Pública e AWEPA ( autor )

Tópico(s): Cidade de Maputo, Cidade de Chimoio, Cidade de Quelimane, MDM

Quando os resultados das eleições em Quelimane foram anunciados no sábado, o STAE admitiu que perderam-se editais de 39 assembleias de voto para as Assembleias Municipais e 25 para presidente do conselho municipal, pelo que os resultados destas assembleias não foram incluídos.

Mesmo problema já ocorreu em eleições anteriores o que levou à revisão da Lei eleitoral em 2008 para lidar com estas situações. Actualmente, cada delegado do partido concorrente recebe uma cópia assinada de edital após a contagem e a lei estabelece que a comissão eleitoral deve aceitar estas cópias oficiais em casos da perda ou destruição dos editais originais. O MDM submeteu as suas cópias, mas a Comissão Provincial de Eleições de Quelimane as recusou.

Entretanto, em Chimoio o delegado do MDM, Manuel de Sousa, afirmou que o MDM irá usar as suas cópias para desafiar os resultados apresentados pelos órgãos eleitorais. De Sousa diz que as suas cópias de editais mostram que o MDM conquistou a maioria tanto para a Assembleia Municipal como para edil de Chimoio. A mudança da lei para permitir a entrega de cópias assinadas de editais aos partidos políticos tinha precisamente essa intenção de prevenir eventual mudança de resultados ou perca dos editais oficiais, mas esta será a primeira vez que cópias dos editais serão usadas para desafiar os resultados.
 
Há, no entanto, vídeo de um jovem no YouTube que diz ter sido membro de mesa de voto em Maputo e diz que está descontente porque ainda não foi pago e está, por isso a denunciar. Afirma, no vídeo que os editais que ele preencheu foram alterados pela Frelimo e que o MDM venceu na sua assembleia de voto mas os resultados forma alterados para conferir vitória à Frelimo.